Pesquisa de látex (FR)


Marcador adicional no diagnóstico e avaliação de poliartrites inflamatórias. Fator reumatóide (fr) é o termo empregado para definir autoanticorpos humanos com especificidade para a porção fc de moléculas de IgG. Estes são usualmente da classe IgM, mas é possível sua presença na forma iga ou IgG. Estão presentes no soro da maioria dos pacientes com artrite reumatóide, tanto que a presença do fator reumatóide é um dos critérios incluídos no escore diagnóstico de artrite reumatóide do colégio americano de reumatologia, por exemplo. A simples presença de positividade para fr não é diagnóstico de artrite reumatóide: são necessários outros sinais para o estabelecimento deste diagnóstico. Indivíduos idosos, em especial mulheres, podem apresentar títulos significativos de fr sem a presença de artrite reumatóide. Algumas neoplasias de células b, como mieloma múltiplo, macroglobulinemia de waldenstron e linfomas, além de leucemia linfocítica crônica podem apresentar títulos significativos de fr. A presença de títulos mais altos de fr pode ser considerada como marcador prognóstico e de severidade da patologia. É possível o desaparecimento destes títulos, bem como a flutuação dos mesmos com o andamento do tratamento ou progressão da doença autoimune. Outras patologias associadas à presença de títulos significativos de fr são: síndrome de sjögren, lupus eritematoso sistêmico, esclerodermia, dermatomiosite, mononucleose infecciosa, sífilis, tuberculose, hepatites virais, endocardites bacterianas, lepra, sarcoidose, leishmaniose e malária. Jejum não necessário.